FECONTESP

☰ MENU
Histórico

Histórico

Objetivando contribuir para a valorização e o engajamento da Profissão Contábil, a Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo (FECONTESP) foi fundada em 27 de fevereiro de 1948, pelos Sindicatos dos Contabilistas de São Paulo, Santos, Ribeirão Preto, Sorocaba e Campinas.

A organização, sem fins lucrativos, iniciou sua jornada sob a presidência do contabilista José da Costa Boucinhas, que trouxe  inúmeros benefícios aos Profissionais e aos Sindicatos Filiados. Os seus sucessores prosseguiram o trabalho, sempre empenhados em promover reflexões, articular reivindicações e estimular a capacitação entre os contabilistas paulistas.

A FECONTESP é um órgão sindical constituído para fins de reunião dos Sindicatos representativos da Profissão Contábil em nível regional, bem como dos Contabilistas localizados nas regiões não abrangidas pela territorialidade da base sindical de sua categoria.

Localizada na Rua Formosa, 367, 22º andar, conjunto 2260, no centro da capital paulista, a FECONTESP mantém firme o compromisso de fortalecer o setor contábil do Brasil e suas relações com a sociedade, contribuindo para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. Seu principal propósito hoje é representar os direitos e os interesses gerais dos Contabilistas do Estado de São Paulo, através do pleito dos seus Filiados, perante as autoridades administrativas e judiciárias, em todas as esferas de poder – Executivo, Legislativo e Judiciário – e frente às entidades representativas da população.

Dentre as atribuições da FECONTESP está o incentivo à realização de congressos, convenções, conferências, simpósios, e demais encontros que atendam aos interesses dos Sindicatos Filiados aos contabilistas, bem como o estimulo à criação de Centros de Estudos e debates junto aos Sindicatos da categoria, visando o aperfeiçoamento técnico e cultural dos profissionais da Contabilidade.

Nos últimos anos, a FECONTESP tem participado ativamente de discussões relacionadas às Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS), ao advento do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), e às novas tecnologias aplicáveis à profissão, etapas imprescindíveis para toda a classe contábil no que diz respeito à adaptação e normatização. Seu propósito é implantar e consolidar, junto a outras entidades da classe contábil, uma política nacional para o estabelecimento de perfis e padrões que assegurem a qualificação do profissional da Contabilidade a altura dos desafios econômicos, tributários, políticos e sociais do Brasil, bem como das demandas da conjuntura internacional.

Por isso, a organização sempre defendeu a bandeira da união dos profissionais da Contabilidade, a fim de que a categoria possa ter suas reivindicações atendidas contribuindo, de forma eficaz, na elaboração e aplicação de políticas públicas para o desenvolvimento da Contabilidade paulista no cenário brasileiro e internacional.

Nesse quesito, vale destacar a formação dos Centros de Estudos dos Sindicatos, cujas metas são possibilitar a troca de conhecimentos e experiências de temas técnicos atuais da Contabilidade, bem como do Direito Trabalhista, Previdenciário, Empresarial e a busca de alternativas para o melhor exercício da profissão; as Jornadas Técnico-Culturais, que têm obtido sucesso na integração, atualização e reciclagem profissional na Contabilidade; e a promoção dos prêmios “Destaque Dirigente Sindical” e “Personalidade do Ano”, que visam reconhecer àqueles que se destacam na profissão.

Após 69 anos de atuação, a Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo segue construindo uma história de desafios e conquistas, na busca da integração, valorização e defesa dos interesses dos profissionais da Contabilidade. Atualmente, a FECONTESP congrega 21 sindicatos de profissionais contábeis, distribuídos ao longo de todos os 645 municípios que compõem o Estado de São Paulo.

Desde janeiro de 2017, o atual presidente da FECONTESP, o contador Manoel de Oliveira Maia, juntamente com sua diretoria, assumiu as atividades e os desafios da função. No decorrer da gestão, a Federação atuará na promoção da educação profissional continuada, fortalecendo as relações com os 21 sindicatos filiados, priorizando as relações com as Entidades Congraçadas da Contabilidade do Estado de São Paulo e buscando estabelecer convênios com instituições da sociedade civil que tenham atividades afins.